Entenda as diferenças entre margem de lucro e markup

Margem de lucro e markup
Margem de lucro e markup são dois conceitos-chave para definir o preço de um produto. Saiba mais a respeito deles no nosso artigo!

Imagine uma fábrica de calçados que sabe que precisa ter uma certa margem de lucro (digamos, 30%) para ser bem-sucedida. 

Dessa forma, o proprietário adiciona 30% sobre o valor total do custo de produção de um par de sapatos e define, assim, o seu preço de venda.

No entanto, adicionar 30% a mais ao custo de produção não significa, necessariamente, que ele terá 30% de lucro em cada item. 

Para você ter um panorama sobre a geração de lucro, o cálculo do markup é essencial para saber se os resultados foram alcançados ou não.

A margem de lucro e o markup estão relacionados a como um negócio define o preço de venda dos seus produtos e serviços para ter lucro. 

Nesse sentido, para garantir o sucesso da sua estratégia de precificação, é necessário entender bem esses dois conceitos.

Continue a leitura para descobrir as diferenças entre margem de lucro e markup!

Qual é a diferença entre margem de lucro e markup?

O princípio básico do lucro diz que, no mínimo, é preciso vender os produtos a um preço superior ao custo necessário para produzi-los. 

Tanto a margem de lucro quanto o markup estão relacionados a isso, mas não são intercambiáveis, pois seus significados variam ligeiramente.

Margem de lucro

A margem de lucro representa a diferença entre o faturamento com a venda de um produto ou serviço e os custos de produção. É o que você tem de tirar do faturamento de cada venda para pagar suas despesas. Veja a seguir como é fácil calcular a margem bruta.

Considere uma venda de 1000 unidades de caixas de biscoito. O preço de venda de cada unidade é de R$ 15,00 e o gasto de produção é de R$ 6,00.

Margem bruta = lucro bruto/receita total x 100

Receita bruta: R$ 1000 x 15,00 = R$ 15.000,00

Gastos diretamente envolvidos na produção (matéria prima/frete/armazenamento): R$ 6,00 x 1000 = 6.000,00

Lucro bruto: R$ 15.000,00 – R$ 6.000,00 = R$ 9.000,00

Margem bruta: R$ 9.000,00/15.000,00 x 100 = 60%

Lucro líquido = Lucro bruto (R$ 9.000,0000) – despesas fixas e Impostos (R$ 6.000,00)

Lucro líquido = R$ 3.000,00

Margem líquida = lucro líquido/Receita total x 100

Margem líquida = R$ 3.000,00/R$ 15.000,00 x 100

Margem líquida = R$ 0,20 x 100 = 20%

Isso significa que a cada R$ 100,00 vendidos, a empresa lucra R$ 20,00.

Markup

Markup nada mais é do que utilizar um fator multiplicador para padronizar o preço de venda. É uma função do custo. 

Representa um índice ou percentual multiplicador aplicado sobre o preço de custo de um produto ou serviço.

A diferença entre os conceitos é que o markup é uma função do custo, enquanto a margem de lucro é uma função do preço de venda.

Como a margem de lucro e o markup se relacionam?

Basicamente, se você deseja obter uma determinada margem de lucro expressa em reais (digamos, R$ 20,00), deve definir o preço do produto a partir do markup.

Isso porque o custo de produção varia ao longo do tempo, afetado por diversos fatores externos, ou seja, que estão fora do controle do empreendedor. 

O markup permite acompanhar essas mudanças e manter sua margem de lucro de R$ 20,00 por produto, mesmo que seu custo de produção aumente.

Margem de lucro e markup

Qual é a fórmula?

Podemos expressar esses conceitos em uma fórmula que relaciona a margem de lucro e o markup. 

Markup = 100/1- (% Custo de produção + % Despesas Fixas e Impostos + Margem de Lucro)

  • Impostos e comissões: 10,38%
  • Custo Fixo: 11,98%
  • Margem de lucro desejada: 20,00%
  • Total: 42,36%

Markup (sem fator de multiplicação) = 100% – 42,36% = 57,64%

Markup multiplicador: 100%/57,64% = 1,73490

Markup divisor: 57,64%/100% = 0,5764

Suponhamos que o custo do produto é de R$ 115,28

Markup multiplicador: 1,73490

Custo do produto: R$ 115,28

Preço de venda calculado: 115,28 x 1,73490 = R$ 200,00

Markup divisor: 0,5764

Custo do produto: R$ 115,28

Preço de venda calculado: 115,28/0,5764 = R$ 200,00

Exemplificando:

Valores reais Percentuais
Preço de venda 200,00 100,00%
Impostos e comissões 20,72 10,38%
Custo do produto 115,28 57,64%
Custo fixo 23,96 11,98%
Margem de lucro 40,00 20,00%

A utilização do markup multiplicador ou markup divisor facilita o processo de precificação dos produtos e serviços.

É claro que escolher uma porcentagem de markup é mais complexo do que isso. 

Você deve considerar vários fatores, incluindo custos do concorrente, distribuição, marketing e cadeia de suprimentos.

Levando tudo isso em consideração, é possível, de maneira ideal, maximizar o lucro.

Quando usar a margem de lucro e o markup?

Se você deseja decidir sobre o preço de venda para obter um certo lucro, deve usar a aplicação do markup, conforme o exemplo acima, para padronizar o preço de venda, que é um método muito utilizado pela praticidade na aplicação.

No entanto, se quer saber a respeito do desempenho da empresa, olhar para suas margens de lucro medidas em relação à receita é o mais indicado.

Com a margem líquida, você pode identificar quanto realmente sobra do preço cobrado e avaliar a saúde financeira do negócio.

A melhor maneira de criar uma estratégia de preços sólida é incorporar ambos os conceitos: margem de lucro e markup. 

Visualizar e compreender esses números é essencial para maximizar lucros e reduzir custos desnecessários. 

Para continuar a otimizar as finanças do seu negócio, veja também como fazer uma Demonstração de Resultados do Exercício!

Nina do NAC

Uma economista de carteirinha. Adora as possibilidades que o conhecimento sobre crédito oferecem para empresas.

Ver todos os posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Com o crédito certo, você consegue mais.

Cada linha de crédito disponibilizada no mercado existe para atender uma finalidade específica. Ao ter claro o perfil e a transformação que você quer ver no seu negócio, as chances de sua empresa conseguir o crédito desejado, sob as menores taxas possíveis, aumentam.