Empréstimo bancário: documentos que as empresas precisam apresentar

Neste artigo, confira quais são os documentos que você deve providenciar para conseguir um empréstimo bancário para a sua empresa!

Um empréstimo bancário pode servir uma empresa de diversas maneiras: seja para gerar capital de giro, comprar novos equipamentos, expandir o espaço físico ou passar por momentos de crise, como o causado pela pandemia do novo coronavírus.

No entanto, para ser elegível para um empréstimo bancário de qualquer tipo, a empresa precisa apresentar documentos comprobatórios da sua situação cadastral e financeira. 

Por isso, quem pensa em solicitar um empréstimo bancário deve reunir a documentação necessária com antecedência. Isso permite agilizar o processo e aumenta as chances de ele ser aprovado. 

Continue a leitura do nosso artigo de hoje e veja a lista de documentos mais comuns que as instituições financeiras solicitam para dar continuidade ao pedido de empréstimo bancário.

Documentos da empresa para empréstimo bancário

Contrato social ou ato constitutivo

O contrato social ou ato constitutivo é a “certidão de nascimento” da empresa.

Nele constam informações básicas sobre o negócio, incluindo a sua natureza, o tipo de produto ou serviço que comercializa, o capital inicial e o formato societário, entre outros.

O documento deve ser apresentado em sua última versão, com todas as alterações realizadas ao longo do tempo de existência da empresa, consolidadas junto à Junta Comercial.

Comprovante de endereço

O comprovante de endereço da empresa também deve ser enviado.

O grau de exigência pode variar de acordo com a instituição — mas, em geral, elas pedem que seja uma conta de luz, água, gás, telefone ou internet com no máximo 90 dias ou o contrato de locação do imóvel.

Esse comprovante deve estar no nome da empresa ou de um dos sócios. 

Balanço patrimonial

O balanço patrimonial é o documento que demonstra a situação contábil, financeira e econômica da empresa em determinada data.

Basicamente, nele constam os ativos e passivos, incluindo bens, dinheiro no caixa e dívida ativa.

Em geral, as instituições financeiras solicitam o balanço patrimonial dos últimos três exercícios.

Parecer de auditoria independente

Considerando que os dados contábeis podem ser manipulados, empréstimos bancários mais rigorosos costumam solicitar um parecer de auditores independentes que comprove a veracidade das informações apresentadas.

Cópia das folhas da DIPJ

As pessoas jurídicas devem apresentar, anualmente, para a Receita Federal, a Declaração de Rendimentos de Pessoa Jurídica (DIPJ), compreendendo o resultado do exercício anterior. Cópias das folhas geralmente são solicitadas pela instituição bancária.

Alvará de funcionamento

O alvará de funcionamento é a autorização que a empresa ganha para exercer a sua atividade.

Ele deve ser solicitado junto à prefeitura da cidade onde ela se localiza e libera o funcionamento do negócio no local indicado.

De acordo com a Lei nº 13.874/19, empresas que executam atividades de baixo risco não precisam de alvará. 

Para aquelas que necessitam, é essencial ter o alvará em dia na hora de solicitar um empréstimo bancário.

Balancete analítico

O balancete analítico é um relatório mensal que informa os totais movimentados nas contas da empresa. Ele deve ser apresentado com o Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE), que deve ter sido realizado dentro de 120 dias a partir da data de solicitação de crédito junto ao banco.

Outros documentos da empresa

A solicitação de empréstimo bancário também pode incluir o pedido de:

  • balanço de abertura e previsão de faturamento para os 12 meses iniciais (no caso de novas empresas);
  • recibo de entrega de declaração de Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) ou declaração de isenção, conforme o caso;
  • autorização para consulta aos sistemas restritivos e à central de risco de crédito do Sistema de Informações do Banco Central (Sisbacen);
  • escrituras dos Bens Imóveis e Certificados de Registros de Veículos (CRVs).
  • certidão da Junta Comercial simplificada;
  • declaração de faturamento dos últimos 12 meses assinada pelo contador e pelo responsável da empresa.

Além disso, a empresa pode ter que apresentar o registro do faturamento, conforme regime tributário, sendo:

Lucro Presumido

  • Recibo de Entrega;
  • Registro 000;
  • Relatório P200;
  • Relatório P300;
  • Relatório Y540. 

Lucro Real

  • Recibo de Entrega;
  • Registro 000;
  • Relatório L300;
  • Relatório Y540.

Simples Nacional

  • Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (DEFIS);
  • Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (PGDAS).

Documentos do proprietário

Além da documentação da empresa para solicitar o empréstimo bancário, pode ser necessário apresentar documentos do proprietário, dos seus sócios e respectivos cônjuges, como:

  • Registro de Identidade;
  • CPF;
  • Comprovante de residência (máximo 60 dias);
  • Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) do último exercício.

Vale lembrar que todos os documentos devem ser entregues com cópias autenticadas. Outra opção é levar o original e uma cópia não autenticada na hora de fazer o pedido.

Caso tenha mais dúvidas sobre empréstimo bancário, entre em contato conosco. Estamos sempre prontos a ajudá-lo!

Nina do NAC

Uma economista de carteirinha. Adora as possibilidades que o conhecimento sobre crédito oferecem para empresas.

Ver todos os posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com o crédito certo, você consegue mais.

Cada linha de crédito disponibilizada no mercado existe para atender uma finalidade específica. Ao ter claro o perfil e a transformação que você quer ver no seu negócio, as chances de sua empresa conseguir o crédito desejado, sob as menores taxas possíveis, aumentam.